Walkner é vice no Rally Cazaquistão

A equipe KTM agora se prepara para a segunda rodada do Mundial de Ralis Cross-Country na Rússia

Walkner é vice no Rally Cazaquistão
Fotos: KTM Press






Inicialmente programado para incluir uma especial cronometrada de 267,02 km, o estágio cinco do Rally de 2021 do Cazaquistão foi reduzido para apenas 158,27 km devido a um problema com a configuração de reabastecimento do evento. Como tal, os tempos dos pilotos estavam muito próximos da etapa, com menos de cinco minutos separando os 10 primeiros. Outra rota rápida em hardpack, as trilhas rochosas ainda exigiam navegação precisa e foco para evitar perda de tempo.

Chegando à quinta etapa em segundo lugar geral, quatro minutos atrás do líder, Matthias Walkner enfrentou uma difícil tarefa para recuperar o tempo necessário devido a ser o segundo piloto a entrar na especial. Apesar de colocar uma corrida sem erros na frente do pelotão, com a etapa sendo encurtada houve menos tempo para causar qualquer impacto no déficit. Chegando com segurança ao final em sexto, pouco mais de dois minutos atrás do eventual vencedor da etapa, Matthias garantiu a posição de vice-campeão na classificação geral. Feliz com sua velocidade ao longo da corrida e com o desempenho de sua KTM 450 RALLY, o austríaco agora está ansioso pelo resto da temporada de Ralis Cross-Country da FIM.

Matthias Walkner: “Finalmente, chegamos à linha de chegada no Rally do Cazaquistão. Eu realmente gostei muito. Foi um rali muito rápido e demorou um pouco para me acostumar, mas no geral, estou extremamente feliz com minha pilotagem e a moto está perfeita. O segundo lugar geral é bom, é um pouco frustrante estar a apenas quatro minutos da vitória após quase 15 horas de corrida, e eu sei que cometi alguns erros no início da corrida que me custaram tanto tempo, mas esta é a natureza do rali. Estou especialmente feliz, fui capaz de manter um bom ritmo e não perder muito tempo para os pilotos que estavam logo atrás, então isso é muito encorajador. Estou me sentindo bem e já estou ansioso para o Silk Way”.

Como o sétimo piloto a entrar na especial cronometrada de hoje, Sam Sunderland sabia que teria de dar o máximo desde o início para ganhar tempo aos seus rivais. Infelizmente, uma queda de pouco mais de 20 km na especial, impediu Sunderland de continuar a etapa. Levado ao hospital local, as imagens confirmaram que Sam sofreu uma fratura no quadril e uma concussão. Felizmente, o piloto britânico é capaz de andar, e logo teve alta e retornou para junto de sua equipe. Embora desapontado por não ter concluído o evento, Sam está grato pela ajuda que recebeu e logo estará de volta aos eventos.

Jordi Viladoms - Gerente da equipe Red Bull KTM Factory Racing: “Claro que estamos muito felizes por Matthias, ele fez um rally muito forte até a segunda posição. Ele teve um dia ruim em que um erro lhe custou algum tempo, mas o mais importante é que a moto está funcionando muito bem e ele tem um ritmo muito excelente. Em algumas semanas teremos o Rally Silk Way, por isso é muito importante que Matthias esteja em boas condições e se sinta confiante e forte. A má notícia, claro, é a queda de Sam. Parece que foi um grande problema em uma velocidade bastante alta, então somos gratos por seus ferimentos não serem tão graves. A esperança agora é que ele possa se recuperar rapidamente e voltar as corridas o mais breve possível”.

A equipe Red Bull KTM Factory Racing retornará à ação no Rally Silk Way na Rússia, a segunda rodada do Campeonato Mundial de Ralis Cross-Country 2021 da FIM, de 1 a 11 de julho.

 

Rally Cazaquistão 2021 - Resultados Provisórios, Quinto Estágio
1. Joaquim Rodrigues (POR), Hero, 1:19:51
2. Ross Branch (BWA), Yamaha, 1:20:58 +1: 07
3. Daniel Sanders (AUS), GASGAS, 1:21:22 +1: 31
4. Skyler Howes (EUA), Husqvarna, 1:21:28 +1: 37
5. Adrien Van Beveren (FRA), Yamaha, 1:21:50 +1: 59
6. Matthias Walkner (AUT), KTM, 1:22:00 +2: 09

Rally do Cazaquistão 2021 - Classificação Provisória (após o Estágio Cinco)
1. Ross Branch (BWA), Yamaha, 14:39:02
2. Matthias Walkner (AUT), KTM, 14:44:09 +5: 07
3. Adrien Van Beveren (FRA), Yamaha, 14:49:18 +10: 16
4. Daniel Sanders (AUS), GASGAS, 15:10:36 +31: 34
5. Andrew Short (EUA), Yamaha, 15:11:23 +32: 21
  
Crédito: KTM Press