Repsol e Honda renovam aliança

As duas empresas, que juntas conquistaram 36 títulos mundiais

Repsol e Honda renovam aliança
Fotos: Honda Racing Corporation



A relação entre Repsol e Honda no Campeonato do Mundo de Trial vai durar até ao final de 2022, totalizando 19 temporadas a parceria de maior sucesso na especialidade de Trial. A aliança esportiva e tecnológica entre a Repsol e a Honda vem desde 2004 e juntas, conqusitaram 36 campeonatos mundiais, liderados por Toni Bou, Takahisa Fujinami e Laia Sanz.

Um dos acordos mais reconhecidos no automobilismo internacional, as cores da empresa espanhola de energia adornaram pela primeira vez as cores da fábrica japonesa Honda no campeonato mundial de motociclismo em 1995, antes de passar para as provas em 2004. Na mesma temporada, a dupla de Takahisa Fujinami e Dougie Lampkin ficaram com o título e vice-campeão, respectivamente, enquanto Laia Sanz levou o prêmio na categoria feminina. Desde então, graças à chegada de Toni Bou a equipe em 2007, a Repsol Honda atingiu um total de 36 coroas, um dos feitos mais impressionantes conseguidos na história deste desporto.

Além disso, o centro de pesquisa do Repsol Technology Lab forneceu combustível a equipe de ensaio em todas as épocas dos últimos anos. A Gasolina - cumprindo integralmente as normas FIM - é formulada e fabricada no departamento de Combustível do Tech Lab, localizado em Móstoles (Madrid). Depois de preparado o combustível em seus tambores de 50 litros, ele é enviado à Honda para distribuição a cada evento, por meio de um sistema de logística que garante, entre outras coisas, total rastreabilidade e sigilo. A Repsol fabrica regularmente cerca de 1.500 litros de combustível e cerca de 500 litros de óleo por ano para o equipamento de teste.

  

Crédito: Honda Racing Corporation