Red Bull KTM Factory Racing Focada no Dakar

Equipe se prepara para o rally cross-country mais difícil do mundo

Red Bull KTM Factory Racing Focada no Dakar
Fotos: KTM Factory Racing






Toby Price, Matthias Walkner e Sam Sunderland, da Red Bull KTM Factory Racing, estão iniciando seus estágios finais de seus testes de pré-Rally Dakar, enquanto intensificam os preparativos para o início do icônico evento em 2 de janeiro. Acompanhado por Daniel Sanders da KTM Factory Racing, que entra no próximo Dakar como parte do programa de rally júnior da KTM, os quatro pilotos montados no KTM 450 RALLY estão trabalhando duro em Dubai enquanto contam os dias para a corrida de 12 etapas.

Faltando apenas um mês para o Rally Dakar 2021, a Red Bull KTM Factory Racing tem os olhos voltados para a batalha pela primeira posição no rally cross-country mais difícil do mundo. No que foi um ano extremamente conturbado, em que a equipe fez apenas uma corrida  competitiva após o Dakar 2020, Toby Price, Matthias Walkner e Sam Sunderland estão todos em forma e ansiosos para correr na 43ª edição do evento.

Em busca do terceiro título no Dakar, Toby Price vai para a corrida provido pela experiência adquirida na edição de 2020 e com o objetivo de garantir outro grande resultado. Como todos os pilotos este ano, Toby foi forçado a passar mais tempo fora da moto do que gostaria. No entanto, depois de viajar para a Europa no final do verão, o australiano se comprometeu a um intenso cronograma de treinamento e preparação para o Dakar e permanecerá no Oriente Médio testando sua KTM 450 RALLY, em preparação para o desafio que o espera.

Vencedor do Dakar 2018, Matthias Walkner, orgulha-se do seu potencial de navegação e, com a prova de 2021 prometendo um percurso mais exigente do ponto de vista técnico, isso sera um ponto forte a favor do austríaco. Feliz com as recentes melhorias feitas em sua KTM 450 RALLY, Matthias sente que está em plena forma física e mentalmente e espera por outra corrida sólida no deserto. Também de volta à plena forma, Sam Sunderland é conhecido por sua velocidade nas dunas e com o Rally Dakar 2021 que deve conter mais faixa de areia do que a vista no evento deste ano, Sam está confiante em tirar o máximo proveito de suas habilidades.

Toby Price: “Obviamente, foi um ano muito difícil para todos. Com todas as restrições, não fomos capazes de correr como normalmente faríamos. Só conseguimos encaixar um rally desde o Dakar em janeiro, o que foi ótimo, mas acho que todos estão ansiosos para voltar às corridas oficiais agora. Para mim, praticamente tive que sair de casa nos últimos três meses e não voltarei para a Austrália até depois de Dakar. Minha base agora é em Dubai e vou passar o Natal lá correndo para o evento. É ótimo podermos sair para as dunas para fazer testes, mas ainda é um grande sacrifício a se fazer, perder o tempo normal com a família durante as férias. Nos últimos meses, a equipe tem trabalhado muito, as coisas tem corrido bem e certamente não há nada melhor para construir a sua forma física do que o tempo em cima de uma moto. Conseguimos experimentar muitas coisas novas e estou muito contente com a sensação da moto. No final das contas, eu sei que a KTM 450 RALLY vai me levar até o final, o resto é comigo”!

Matthias Walkner:  “Foi um ano estranho e provavelmente um em que passei mais tempo no ginásio do que na motocicleta. Os testes estão indo muito bem ate agora e a equipe poder se reunir em Dubai foi uma grande vantagem. Não só nos permite treinar e trabalhar na motocicleta, mas também nos reunir como uma família para podermos discutir situações e tomar decisões importantes em equipe. Temos experiência do que esperar do terreno e uma boa ideia do que vamos ter que enfrentar. A equipe conseguiu ajustar a moto para se adequar e penso honestamente que irei para o próximo Dakar com a melhor moto de rali que já conduzi”.

Sam Sunderland: “É bom poder finalmente ansiar por correr o Rally Dakar dentro de algumas semanas. O treinamento tem sido muito bom e estou totalmente apto e ansioso para voltar às corridas. Sei que desde o último Dakar a equipe tem trabalhado muito para melhorar a moto e talvez torná-la mais adequada para o terreno que iremos enfrentar. É ótimo pilota-la e as melhorias devem nos permitir configurá-la para ficar ainda melhor do que antes. Estou realmente ansioso para chegar lá e testar tudo sob as condições de corrida”.

Enfrentando seu primeiro Dakar, Daniel Sanders da KTM Factory Racing entra na corrida exigente com apenas um rally cross-country em seu currículo. Ingressando na equipe em setembro, Sanders passou por um intenso período de testes e treinamento para colocá-lo em dia com as habilidades necessárias para ter sucesso no esporte. Correndo o Rally da Andaluzia apenas algumas semanas depois de lançar pilotar uma  KTM 450 RALLY pela primeira vez, o jovem de 26 anos teve um excelente desempenho, incluindo uma vitória na etapa final. O Dakar é muito mais exigente, mas o jovem piloto australiano conhece a magnitude do desafio que tem pela frente.

Daniel Sanders: “O ano tem sido louco para mim por mais de um motivo. Quando recebi o telefonema convidando para correr pelo time foi muito legal. Eu voei para a Europa com Toby e acho que passei cerca de cinco meses aqui testando e aprendendo as habilidades necessárias para o rally. Corremos o Rally da Andaluzia em outubro, o que foi uma verdadeira revelação, mas além de alguns erros, fiquei muito satisfeito com meu ritmo e minha navegação. Ganhar a etapa final foi ótimo, mas sou realista quanto ao Dakar - sei que é outro nível completamente diferente. Os testes têm corrido muito bem - cada dia que passo na moto sinto-me mais confortável. Eu também não poderia desejar pessoas melhores ao meu redor, todos os três rapazes da Red Bull KTM Factory Racing ganharam um Dakar - Toby ganhou dois - e Jordi (Viladoms) tem sido incrível me colocando em ação em tão pouco tempo. Eu sei que tenho muito que aprender, mas isso virá com mais algumas corridas. No momento, estou totalmente focado no grande acontecimento em janeiro”.

Jordi Viladoms - Gerente de Equipe KTM Rally: “Os testes com a equipe começaram em setembro, mas só podíamos rodar com o “hard pack” e depois disso veio o Rally da Andaluzia, que foi realizado em um terreno semelhante. Finalmente, pudemos vir para Dubai, para o verdadeiro deserto, onde pudemos trabalhar na afinação da moto e preparar todas as coisas para Dakar. Todos os pilotos estão no Dubai há mais de um mês e têm feito boas sessões com a moto. O Toby é sempre forte, sabemos que tem velocidade e capacidade para competir em qualquer condição - com certeza lutará novamente pelo pódio. Este ano esperávamos que o Dakar fosse muito arenoso, mas não foi o caso. Para 2021, parece que a rota incluirá muito mais dunas e parece que vai se adequar muito ao estilo de pilotagem de Sam. Ele definitivamente tem uma velocidade muito boa nesse tipo de terreno e esperamos que ele possa mostrar o mesmo ritmo que mostrou no evento deste ano. Matthias é um piloto muito inteligente e como o Dakar deste ano promete testar pilotos com etapas mais técnicas e mais mudanças de direção para desacelerar o ritmo, parece que vai servir muito bem para Matthias. Acho que se a navegação desempenhar um papel importante nos resultados, ele estará bem perto do topo. Por último, temos o nosso piloto júnior Daniel, que deu alguns saltos impressionantes em termos de aprendizado das corridas de rali e da sua velocidade na moto em apenas alguns meses. Sabemos que ele tem a velocidade total para ser rápido, mas ele só precisa se concentrar em concluir o evento e aprender no dia-a-dia, em vez de se sentir pressionado por resultados sólidos”.

 

Crédito: KTM Factory Racing