Competidores iniciam jornada Rally Piocerá

Percurso de Teresina (PI) a Piripiri (PI) é o desafio do primeiro dia da 34ª edição

Competidores iniciam jornada Rally Piocerá
Foto: Gustavo Epifânio



O Rally Piocerá 2021 começa para valer nesta quarta-feira (27/1). A 34ª edição da tradicional prova off-road nacional parte no primeiro dia de Teresina (PI) rumo a Piripiri (PI). Os competidores das motos, carros, quadriciclos e UTVs (espécie de buggy) percorrerão cerca de 250 quilômetros. Já os atletas das bikes vão pedalar em um circuito de 109 quilômetros. Destaque para a variedade de terrenos, passagem por locais tradicionais e turísticos da região do Piauí.



Antes de partir para as trilhas, os participantes fizeram nessa terça-feira (26/1) a largada promocional no Jockey Clube de Teresina. Sem público, devido à pandemia de Covid-19, o evento de apresentação de todos que vão encarar a prova foi transmitido ao vivo pelo canal do 
YouTube do Rally Piocerá/Cerapió. Neste ano, a disputa reúne 419 competidores, sendo 147 nas motos, 141 nos carros, 116 nas bikes, dez nos UTVs e cinco nos quadriciclos.



O evento segue todos os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelos estados e municípios. “Vivemos um momento que exige muita atenção e cuidados. Por isso, o desafio de realizar esta edição do Rally Piocerá é ainda maior. Agradeço a todos os participantes por colaborarem com todas as determinações e também as autoridades, patrocinadores e parceiros que estão conosco, viabilizando mais um ano dessa competição”, destaca Ehrlich Cordão, diretor geral da prova.


 
Confira como serão os percursos do primeiro dia:
Motos – Teresina (PI) a Piripiri (PI) - 256 km – 7h05min de prova
Logo no começo, as motos já pegam uma trilha com alto grau de dificuldade, com algumas pedras, areias, passagem no meio das carnaúbas, ajustadas para o piloto andar o tempo todo com adrenalina. Haverá subidas de serras na região de Altos (PI) e descidas com vários degraus, cavas, o que vão exigir muita pilotagem e coragem. Na segunda parte do dia, até Campo Maior (PI), a competição passa pelo Vale dos Dinossauros. Por mais que o local seja conhecido, a trilha será diferente, trechos novos, degraus de pedras e bastante navegação. Na terceira parte, até Cocal de Telha (PI), os competidores vão encarar muita areia, piso fofo e média apertada para o piloto andar na técnica e não perder tempo. O trecho final, até Piripiri (PI), terá novamente piso de areia, vegetação nativa, travessia de rios, pedras e estradas velhas abandonadas.

Carros, Quadriciclos, UTVs e Motos Rally – Teresina (PI) a Piripiri (PI) - 258 km – 7h57 min de prova
A caravana deixa Teresina em direção a Altos (PI) em um trajeto de estrada. De Altos para Campo Maior (PI) começam alguns trechos de areia e muitos balaios. Após passar pelo monumento Batalha do Jenipapo, os competidores pegam uma trilha com mais balaios até chegar em Cocal de Telha (PI). Depois, a prova entra em estradas de mata fechada e natural, com balaios até chegar no Açude Caldeirão, em um lugar chamado Banda, que fica a oito quilômetros de Piripiri.

Bikes – Circuito em Piripiri (PI) – 109 km, com 1.530 m de ascensão
O dia começa com uma trilha fechada em meio do Parque Nacional de Sete Cidades, onde será possível ver inúmeras pinturas rupestres feitas pelo homem primitivo há cerca de 6.000 anos. De lá, a prova entra no Sertão e passa por trilhas muito antigas, porém inéditas para a maioria. Terá de tudo: veredas, piso natural, cascalhos, piçarra, muitas subidas técnicas e descidas íngremes. Na chegada, um refrescante banho no Açude Caldeirão brindará o dia.

De Olho na Trilha
Muito além de um rally, o Piocerá/Cerapió realiza todo ano diversas ações sociais. Em parceria com a Óptica Jockey, comandada pelo empresário Delfim Neto, o projeto De Olho na Trilha completa em 2021 dez anos, com objetivo de atendimento oftalmológico para comunidades carentes. O povoado Canto Alegre, no município de Coivaras (PI), receberá a equipe de profissionais nesta quarta-feira (27/1).

34ª edição do Rally Piocerá/Cerapió
Serão quatro dias de disputas que passarão pelas cidades de Teresina (PI), Piripiri (PI), Ubajara (CE), Guaraciaba do Norte (CE), Santa Quitéria (CE), Canindé (CE), Guaramiranga (CE), Maranguape (CE) até chegar em Aquiraz (CE). Ao todo, as motos, carros, quadriciclos e UTVs vão percorrer cerca de 1.000 quilômetros e as bikes, 356 quilômetros.
 
O Rally Piocerá 2021 é válido pelo Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade (CBM) e pelo Campeonato Brasileiro de Rally de Regularidade (CBA). O evento tem patrocínio do Ministério do Turismo; copatrocínio do Consórcio Honda, Goodyear, Governo do Estado do Piauí, Governo do Estado do Ceará, apoio da Audax, Reron e ITTNet, além do apoio institucional das Prefeituras de Teresina (PI), Piripiri (PI), Ubajara (CE), Guaraciaba do Norte (CE), Canindé (CE), Guaramiranga (CE) e Aquiraz (CE). A realização é da Radical Produções.          

 

Programação Rally Piocerá 2021

28/1 – quinta-feira – 2º dia
Motos
 – Piripiri (PI) a Ubajara (CE) - 187 km – 5h20min de prova
Carros, Quadriciclos, UTVs e Motos Rally – Piripiri (PI) a Ubajara (CE) - 207 km – 6 horas de prova
Bikes - Circuito em Guaraciaba do Norte (CE) - 83 km, com 1.700 m de ascensão

29/1 – sexta-feira – 3º dia
Motos
 – Ubajara (CE) a Canindé (CE) - 320 km – 9h10min de prova
Carros, Quadriciclos, UTVs e Motos Rally - Ubajara (CE) a Canindé (CE) - 325 km – 9h21min de prova
Bikes – Santa Quitéria (CE) a Canindé (CE) - 81 km, com 1.550 m de ascensão

30/1 – sábado – 4º dia
Motos
 – Canindé (CE) a Aquiraz (CE) - 194 km – 5h45min de prova
Carros, Quadriciclos, UTVs e Motos Rally – Canindé (CE) a Aquiraz (CE) - 197 km – 5h46min de prova
Bikes – Guaramiranga (CE) a Maranguape (CE) - 83 km, com 1.450 m de ascensão

 

Crédito: Carolina Yada - Assessoria de Imprensa Rally Piocerá