Dakar chega ao fim com destaques e superações

Dia de festa para os campeões e para aqueles que tinham como objetivo superar a prova

Dakar chega ao fim com destaques e superações
Foto: Dakar Rally 2021






De volta a Jeddah. Depois de um prólogo, 12 etapas e aproximadamente 7.800 quilômetros de desafio por terrenos inóspitos na Arábia Saudita, o Rally Dakar concluiu uma das edições mais difíceis da história na mesma cidade que foi o ponto de partida da caravana, dia 2.

Dia de festejar para os campeões, que entram para uma galeria seleta, mas também de todos aqueles que tinham como objetivo superar a prova - o que está longe de ser uma missão fácil.

Caso dos seis brasileiros que iniciaram a competição, e da grande maioria dos portugueses. Com direito a vitórias de etapa, presença no pódio final e resultados de destaque ao longo da competição.

O Dakar 2021 marca um novo recorde, de um piloto que, não por acaso, justifica o apelido de "Mr. Dakar". Ao triunfar entre os carros, ao lado do navegador Edouard Boulanger, Stéphane Peterhansel (Buggy Mini JCW) chegou, à 14ª vitória: oito sobre quatro rodas e seis nas motos. O francês fez valer toda a sua experiência e constância para superar Nasser Al-Attiyah (Toyota Hilux). Vencedor em 2020, Carlos Sainz foi o mais rápido do dia, confirmando a terceira posição final.

Filipe Palmeiro foi o melhor representante entre os portugueses. O navegador, ao lado do lituano Benediktas Vanagas (Toyota Hilux) completou o Dakar na 12ª posição. Ricardo Porém e Jorge Monteiro também se destacaram, com o 20º posto final a bordo do Borgward BX7, único carro da marca alemã na competição. E José Marques ajudou Gintas Petrus a concluir a prova na 31ª posição final.

Guiga Spinelli e Youssef Haddad superaram os constantes furos de pneus e as dificuldades por largar mais atrás em algumas etapas para levar o Mini All4 da X-Raid à posição 17 na classificação final. Mais do que isso, foram os vice-campeões na categoria T1.2, para modelos movidos a diesel - voltaram a completar o desafio depois de cinco abandonos consecutivos nas edições 2012 a 2016, ainda na América do Sul.

Missão cumprida também para Marcelo Gastaldi e Lourival Roldan, com o Buggy Century CR6. O paulista se mantinha na briga pela condição de melhor estreante até a oitava etapa, quando um acidente causou a perda de mais de quatro horas. O 27º lugar na soma das etapas não reflete um ritmo de prova capaz de se aproximar do dos 10 primeiros, como era o objetivo da dupla.

Motos
Nas motos, pela primeira vez o maior rali do mundo foi vencido por um sul-americano. O argentino Kevin Benavides (Honda CRF 450 Rally) soube manter a calma numa edição em que a posição de largada causou problemas de navegação aos líderes, e nomes fortes como os de Toby Price e Joan Barreda ficaram pelo caminho. O piloto oficial da Honda foi perfeito inclusive na última etapa - cruzou em segundo, atrás apenas do companheiro Ricky Brabec -, enquanto o britânico Sam Sunderland (KTM), que sonhava com a vitória, acabou se perdendo e teve de se contentar com o terceiro posto final.

Para os portugueses, uma participação impecável. Joaquim Rodrigues (Hero 450 Rally/Hero MotoSports) concluiu o rali em 11º na geral, numa participação marcada pela forte emoção, e motivada como homenagem ao cunhado e grande amigo Paulo Gonçalves, que não resistiu a um grave acidente na edição 2020. O alemão radicado em Portugal Sebastian Bühler (Hero 450 Rally/Hero MotoSports) também foi constante, sabendo se desvencilhar das armadilhas do percurso para concluir em 14º (seis posições à frente do que havia conseguido em seu ano de estreia, 2019). Rui Gonçalves (Sherco 450 RTR/Sherco Racing Factory) mostrou, nas dunas e na areia, o mesmo talento que o levou ao vice-campeonato mundial de motocross MX2 em 2009. Concluiu a primeira participação em 19º, soube superar os percalços e foi o terceiro melhor estreante deste ano.

A nota triste foi a confirmação da morte do motociclista francês Pierre Cherpin, de 52 anos. Ele se acidentou na sétima etapa, dia 10. Com um quadro neurológico grave, chegou a ser operado em Sakaka e transferido para Jeddah, mas não resistiu.

UTVs
Nos UTVs, a última etapa do Dakar foi vencida, na T4, por Reinaldo Varela e Maykel Justo (Can-Am Maverick X3/Monster Energy Can-Am), que terminaram em quinto na classificação geral, também obrigados a lidar com os furos de pneus e caprichos da mecânica. Ao lado de Austin Jones, Gustavo Gugelmin, com outro Maverick X3 da Monster Energy Can-Am, sagrou-se vice-campeão da categoria. A dupla foi superada apenas pelo chileno Francisco 'Chaleco' López e pelo espanhol Juan-Pablo Latrach, com um Maverick da South Racing. Os portugueses Lourenço Rosa e Joaquim Dias (Can-Am Maverick/South Racing) conseguiram concluir o rali em 14º.

A T3 (protótipos) viu os problemas com os Overdrive OT3 do Red Bull Junior Team abrirem caminho para a vitória dos checos Josef Machacek/Pavel Vyoral (Buggyra Can-Am). Seguidos pela francesa Camelia Liparoti, com o Yamaha XYZ1000 da X-Raid). Estreantes, Rui Carneiro e Felipe Serra asseguraram uma positiva oitava posição final.

Caminhões
Nos caminhões, Dmitry Sotnikov e seu Kamaz venceram pela primeira vez depois de dois segundos lugares. A marca russa, aliás, ocupou os três degraus do pódio final. Tripulante do Man de assistência da equipe Polaris USA, o português Nujo Fojo, que mora no Brasil, chegou ao fim do rally com a 17ª posição.

 

Resultados da etapa 12
Carros
1. Carlos Sainz/Lucas Cruz (ESP/Buggy Mini JCW)            2h17min33
2. Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (QAT-FRA/Toyota Hilux)        + 2min13
3. Stephane Peterhansel/Edouard Boulanger (FRA/Buggy Mini JCW)    + 2min53
4. Cyril Despres/Mike Horn (FRA-SUI/Peugeot 3008 DKR)        + 4min01
5. Vladimir Vasilyev/Dmitro Tsiro (RUS/Mini All4)            + 5min36
20. Benediktas Vanagas/Filipe Palmeiro (LTU-POR/Toyota Hilux)        + 24min21
24. Ricardo Porém/Jorge Monteiro (POR/Borgward BX7)        + 27min30
26. Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (BRA/Mini All4)            + 30min23
32. Marcelo Gastaldi/Lourival Roldan (BRA/Buggy Century CR6)        + 42min16
37. Gintas Petrus/José Marques (Buggy Optimus)            + 57min45

Motos
1. Ricky Brabec (EUA/Honda CRF 450 Rally)        2h17min02
2. Kevin Benavides (ARG/Honda CRF 450 Rally)        + 2min17
3. Matthias Walkner (AUT/KTM 450 Rally)        + 4min13
4. Skyler Howes (EUA/KTM 450 Rally)            + 5min49 
5. Daniel Sanders (AUS/KTM 450 Rally)            + 7min11
8. Joaquim Rodrigues (POR/Hero 450 Rally)        + 12min18
10. Sebastian Bühler (POR/Hero 450 Rally)        + 13min06
13. Rui Gonçalves (POR/Sherco 450 RTR)        + 16min11

UTV/SSV - T3
1. Kris Meeke/Wouter Rosegaar (GRB-BEL/PH Sport Zephyr)        2h41min11
2 Lionel Baud/Loic Minaudier (FRA/PH Sport Zephyr)            + 4min43
3 Seth Quintero/Dennis Zenz (EUA-ALE/Overdrive OT3)            + 6min04
8. Rui Carneiro/Filipe Serra (POR/Can-Am Maverick XRS)            + 38min16

UTV/SSV - T4
1. Reinaldo Varela/Maykel Justo (BRA/Can-Am Maverick X3)        2h44min26
2. Michal Goczal/Szymon Gospodarczyk (POL/Can-Am Maverick)    + 42s
3. Kees Koolen/Jurgen van der Goorbergh (HOL/Can-Am Maverick)    + 3min36
4. Sergei Kariakin/Anton Vlasiuk (RUS/Can-Am Maverick X3)        + 6min23        
5. Aron Domzala/Maciej Marton (POL/Can-Am Maverick)        + 6min37
6. Austin Jones/Gustavo Gugelmin (EUA-BRA/Can-Am Maverick X3)    + 6min52
18. Lourenço Rosa/Joaquim Dias (POR/Can-Am Maverick X3)        + 31min12

 

Classificação final
Carros
1. Stéphane Peterhansel/Edouard Boulanger (FRA/Buggy Mini JCW)    44h28min11
2. Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (QAT-FRA/Toyota Hilux)        + 13min51
3. Carlos Sainz/Lucas Cruz (ESP/Buggy Mini JCW)            + 1h00min57
4. Jakub Przygonski/Timo Gottschalk (POL-ALE/Toyota Hilux)        + 2h35min03
5. Nani Roma/Alexandre Winocq (ESP-FRA/BRX Hunter)            + 3h21min48
12. Benediktas Vanagas/Filipe Palmeiro (LTU-POR/Toyota Hilux)        + 5h21min05
17. Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (BRA/Mini All4)            + 7h10min25
20. Ricardo Porém/Jorge Monteiro (POR/Borgward BX7)        + 7h49min30
29. Marcelo Gastaldi/Lourival Roldan (BRA/Buggy Century CR6)        + 12h28min39
31. Gintas Petrus/José Marques (Buggy Optimus)            + 11h35min10

Motos
1. Kevin Benavides (ARG/Honda CRF 450 Rally)        47h18min14
2. Ricky Brabec (EUA/Honda CRF 450 Rally)        + 4min56
3. Sam Sunderland (GBR/KTM 450 Rally)        + 15min57
4. Daniel Sanders (AUS/KTM 450 Rally)            + 38min52
5. Skyler Howes (EUA/KTM 450 Rally)            + 52min33
11. Joaquim Rodrigues (POR/Hero 450 Rally)        + 3h04min24
15. Sebastian Bühler (POR/Hero 450 Rally)        + 4h00min03
19. Rui Gonçalves (POR/Sherco 450 RTR)        + 6h35min21

UTV/SSV - T3
1. Josef Machacek/Pavel Vyoral (CZE/Buggyra Can-Am)            59h39min01
2. Camila Liparoti/Annett Fischer (FRA-ALE/Yamaha YXZ1000 Proto)    + 2h12min23
3. Philippe Pinchedez/Vincent Ferri (FRA/PH Sport Zephyr)        + 2h36min26
8. Rui Carneiro/Filipe Serra (POR/Can-Am Maverick XRS)            + 5h37min59

UTV/SSV - T4
1. Francisco López/J.P. Latrach (CHI-ESP/Can-Am Maverick)        53h41min02
2. Austin Jones/Gustavo Gugelmin (EUA-BRA/Can-Am Maverick X3)    + 17min23
3. Aron Domzala/Maciej Marton (POL/Can-Am Maverick)        + 51min53
5. Reinaldo Varela/Maykel Justo (BRA/Can-Am Maverick X3)        + 1h27min05
14. Lourenço Rosa/Joaquim Dias (POR/Can-Am Maverick X3)        + 7h10min11

 

Crédito: Ricardo Ribeiro/Rodrigo Gini - Vipcomm Assessoria de Imprensa e Conteúdo