Rally Dakar 2021 - Etapa 7

Primeira parte da etapa Maratona

Rally Dakar 2021 - Etapa 7
Rally Dakar 2021






MOTOS
Após o merecido descanso, a ação voltou com um dos momentos mais importantes do Dakar, a etapa Maratona, onde após os 737 km percorridos, não é permitido o trabalho das equipes de apoio. Os próprios competidores têm de fazer a manutenção, só contando com a ajuda entre eles e com os veículos de apoio que estiverem competindo. E no dia seguinte mais 709km, sendo 375 km de especial.
Tendo isso em mente, haveria a possibilidade de algum piloto optar por uma estratégia mais cautelosa, mas aparentemente essa não foi a escolha dos ponteiros da categoria motos. O americano Ricky Brabec – Honda conquistou sua 1ª vitória no Dakar 2021, além da 1ª colocação no prólogo. O vencedor de 2020 não frequentava o pódio desde a 2ª especial, quando fez o 2º melhor tempo. Com o resultado Brabec conseguiu recuperar um pouco de prejuízo acumulado, subindo da 13ª para 8ª colocação na acumulada (+ 00h 14’ 52”), um pouco de oxigênio para o sonho do bicampeonato. Mas o americano terá de abrir a especial do dia seguinte, tarefa onde não tem obtido um bom desempenho.
Sempre se destacando pela ótima navegação, o chileno Jose Ignacio Cornejo – Honda aproveitou da posição de largada (11º) e conquistou o 2º melhor tempo da etapa. Com o resultado Cornejo assume a liderança provisória do Dakar na classificação acumulada.
Mas a vantagem de Cornejo para o vice-líder da categoria é mínima! Apenas um segundo o separa do australiano Toby Price- KTM, que teve a difícil tarefa de abrir esta 7ª especial e mesmo assim conquistou um excelente resultado, foi o 7º colocado na etapa (+ 00h 05’ 05”). Mas o australiano foi visto amarrando várias cintas de nylon em seu pneu traseiro após a etapa. Será que vai conseguir completar ileso a 8ª especial?
O americano Skyler Howes – KTM foi o 3º colocado neste início de Maratona (+ 00h 02’ 19”). Em sua 3ª participação no Dakar, sempre com muita consistência, o americano já é o 7º colocado na acumulada (+ 00h 12’ 27”).
Sem fazer muito barulho, mas com uma regularidade de bons resultados, o britânico Sam Sunderland – KTM vem subindo na classificação. Neste domingo foi o 4º mais rápido (+ 00h 02’ 52”). O campeão de 2017 já é o 3º colocado na classificação acumulada (+ 00h 02’ 11”) e vai brigar pelo bicampeonato.
Também sempre constante, o francês Xavier de Soultrait – Husqvarna foi o 6º colocado na etapa (+ 00h 03’ 57”). Em sua melhor participação no Dakar, ele é o 4º colocado após 7 etapas (+ 00h 02’ 34”). Apenas 2 minutos e 30 segundos separam os 4 primeiros classificados.
O argentino Kevin Benavides – Honda cometeu um erro de navegação há 80 km do final do trecho cronometrado, perdendo bom tempo nesta 7ª especial. Fez o 16º tempo (+ 00h 10” 17”), e caindo da vice-liderança para a 5ª colocação na classificação acumulada (+ 00h 07’ 29”).
Seu companheiro de equipe, o espanhol Joan Barreda – Honda, também manteve a tradição de não repetir a boa performance após vencer a etapa anterior. Com a vitória na 6ª etapa, Barreda já é o 3º piloto de moto com mais etapas ganhas na história do Dakar (27), só é superado por Stéphane Peterhansel (que tem 6 títulos nas motos) e Cyril Despres (5 títulos). Nesta 7ª etapa Barreda foi o 14º colocado (+ 00 08’ 57”). Na acumulada vem na 6ª posição (+ 00h 10’ 18”).
O português Joaquim Rodrigues – Hero voltou a fazer um TOP 10. Conquistou a 9ª posição na etapa (+ 00h 05’ 55”). Ele continua melhorando sua classificação, subiu da 17ª para a 16ª colocação na acumulada (+ 00h 45’ 52”).
Sebastian Bühler – Hero manteve a série de bons resultados. Na etapa fez o 23º melhor tempo (+ 00h 36’ 39”) e na classificação acumulada manteve a 21ª colocação (+ 01h 58” 20”).
O português Rui Gonçalves – Sherco também conquistou um ótimo resultado, foi o 21º na especial (+ 00h 30’ 48”). Com o resultado subiu da 28ª para a 26ª colocação na acumulada (+ 03h 09’ 31”).

QUADRICICLOS
Enorme surpresa na categoria dos quadriciclos. O argentino Nicolás Cavigliasso – Yamaha que largou para a etapa liderando a categoria com mais de 33 de vantagem sobre o compatriota Manuel Andújar – Yamaha, abandonou a prova com problemas na embreagem.
Manuel Andújar conquistou sua 2ª vitória de etapa no Dakar 2021. O Chileno Italo Pedemonte – Yamaha foi o 2º colocado (+ 00h 03’ 05”), seguido do francês Alexandre Giroud – Yamaha (+ 00h 08’ 51”).
Manuel Andújar é o novo líder da categoria, seguido de Alexandre Giroud (+ 00h 20’ 55”). O chileno Giovanni Enrico – Yamaha assumiu a 3ª (+ 00h 25’ 55”).

UTV / SSV
A dupla dos chilenos Francisco Chaleco Lopez e Juan Pablo Vinagre – Can-Am conquistou sua terceira vitória no Dakar 2021. A 2ª colocação foi conquistada pela dupla do saudita Saleh Alsif e o espanhol Oriol Vidal Montijano – Can-Am (+ 00h 05’ 12”). A 3ª posição ficou nas mãos dos brasileiros Reinaldo Varela e Maykel Justo – Can-Am (+ 00h 02’ 01”) que chegaram a liderar boa parte da especial.
Os líderes da categoria, os poloneses Aron Domzala / Maciej Marton – Can-Am concluíram a etapa com a 5ª colocação (+ 00h 10’ 30”).
A dupla do americano Austin Jones e o brasileiro Gustavo Gugelmin completaram a etapa com o 6º melhor tempo (+ 00h 14’ 09”).
Com este resultado Aron Domzala e Maciej Marton continuam na liderança, mas ampliaram em quase 9 minutos sua vantagem sobre Austin Jones e Gustavo Gugelmin que conseguiram manter a 2ª colocação no acumulado (+ 00h 09’ 31”). Francisco Chaleco Lopez e Juan Pablo Vinagre ocupam a 3ª colocação (+ 00h 25’ 21”).
Reinaldo Varela e Maykel Justo continuam na 6ª colocação (+ 01h 21’ 54”).
Mais um dia excelente dia para os portugueses Lourenço Rosa / Joaquim Dias – Can-Am. Mesmo com o furo de um pneu, novamente no TOP 10 da etapa, repetiram a 8ª colocação (+ 00h 20’ 55”). Na acumulada continuam na 10ª colocação (+ 02h 59’ 51”).
Nos protótipos T3 a dupla da espanhola Cristina Gutierrez Herrero ao lado do francês François Cazalet - OT3 voltou a vencer uma etapa, a 2ª nesta edição do Dakar. Mas com a 2ª colocação no dia (+ 00h 00’ 38”), o americano Seth Quintero e o alemão Dennis Zenz – OT3 continuam dominando a categoria. Os checos Josef Machacek e Pavel Vyoral - Buggyra Can-Am ficaram com a 3ª colocação na etapa (+ 00h 26’ 07”).
Com este resultado, após 7 etapas Seth Quintero e Dennis Zenz continuam com quase 2 horas sua vantagem sobre Cristina Gutierrez Herrero e François Cazalet – OT3 (+ 01h 56’ 16”). Josef Machacek e Pavel Vyoral estão na 3ª colocação da acumulada (+ 03h 50’ 11”).
A dupla dos portugueses Rui Carneiro e Filipe Serra – Can-Am completou a etapa com o 6º melhor tempo (+ 00h 51” 16”). Após seis etapas está na 7ª colocação da acumulada (+ 09h 03’ 53”).
Por Klever Kolberg
Foto Divulgação: Florent Gooden / Frédéric Le Floc'h /DPPI
Angelo Savastano – Savastano Photo Sport