Rally Dakar 2021

Penultima etapa

Rally Dakar 2021
Rally Dakar 2021






MOTOS

Inicialmente os competidores percorreriam um total de 598 km, sendo 464 km cronometrados, mas devido às condições atmosféricas, a especial foi reduzida em cerca de 50 km. O percurso ligou AlUla a Yanbu.
Como era de se esperar, o britânico Sam Sunderland – KTM partiu com todas suas forças para manter viva suas chances de um bicampeonato no Dakar. O Campeão de 2017 teve um sucesso parcial. Venceu a 11ª e penúltima etapa, sua primeira vitória em 2021, com uma confortável vantagem sobre o 2º colocado do dia, o chileno Pablo Quintanilla – Husqvarna.
O resultado de Sunderland só não foi um triunfo total porque o argentino Kevin Benavides – Honda que fez o 3º melhor tempo no dia (+ 00h 06’ 24”). Com este resultado Benavides manteve a liderança das motos após 11 etapas realizadas, enquanto Sunderland subiu da 3ª para a 2ª posição (+ 00h 04’ 12”).
Nesta sexta-feira além contar com pouco mais de quatro minutos de vantagem, Benavides também terá uma posição de largada mais favorável que Sunderland para os 225 km da última especial.
“Fiz um trabalho muito bom com Ricky. Foi um dia muito duro, muito longo com muita navegação, muita areia e dunas. Abri a especial nos primeiros 200 km, então acho que fiz um bom trabalho. Com Ricky, avançamos juntos nas dunas. Tentamos fazer o nosso melhor. Hoje foi muito difícil estar na frente, mas estamos bem e esse é um ponto muito bom. Amanhã vamos empurrar como todos os dias, nenhuma outra estratégia além dessa. Não há ordens de equipe, a corrida ainda está aberta”, disse Benavides.
“Eu sabia que hoje era uma das minhas últimas chances de tentar vencer e dei tudo de mim, o dia todo. Os pilotos da frente fizeram um ótimo trabalho e, sabe, não posso ficar triste, porque dou tudo o que tenho e tento o meu melhor. Não consegui ganhar muito tempo, mas estou feliz com meu esforço. Ainda temos um dia pela frente e muitas coisas podem acontecer em uma especial. Que dia realmente difícil e um Dakar realmente difícil, mas estou muito grato pela equipe e por todos que trabalharam. Além disso, estamos correndo com nossas motos no deserto, nesta situação que o mundo está enfrentando. Não posso reclamar e vou ficar feliz em ir descansar um pouco agora”, disse Sunderland.
O americano Ricky Brabec – Honda cometeu um erro de navegação após o km 247 da especial que lhe custou alguns minutos. O Campeão do Dakar 2020 completou a etapa na 6ª colocação (+ 00h 12’ 46”). Com este desempenho Brabec perdeu a vice-liderança para Sunderland. Ele passa a ocupar a 3ª colocação na classificação acumulada (+ 00h 07’ 13”). A posição de largada para a última especial ainda é a última carta na manga de Brabec, ele mantém viva a chance do bicampeonato.
Numa performance impressionante para um piloto estreante, o australiano Daniel Sanders – KTM é o 4º colocado na classificação acumulada (+ 00h 049’ 07”).
Outro piloto privado, o americano Skyler Howes – KTM está na 5ª posição da classificação acumulada (+ 00h 49’ 07”).
Já Joan Barreda – Honda cometeu um erro tão grande que chegou a chamar a atenção negativamente. Mas o fato é que o espanhol foi um dos mais rápidos no início da especial, porém, antes do ponto de reabastecimento, tomou a rota errada e surpreendentemente seguiu em frente, até ficar sem combustível. Barreda era o 4º colocado na classificação acumulada após a 10ª etapa. O espanhol abandonou a prova. A equipe médica o transportou de avião até o acampamento, onde está fazendo exames.
Sebastian Bühler – Hero fez uma excelente etapa, foi o 12º colocado (+ 00h 23’ 49”). Após 11 etapas Bühler subiu da 16ª para a 15ª colocação na acumulada (+ 03h 48’ 33”).
O estreante Rui Gonçalves – Sherco também acelerou muito. O piloto português ficou com a 14º posição na especial (+ 00h 27’ 06”). Com o resultado subiu da 21ª para a 20ª colocação na acumulada (+ 06h 21’ 35”).
Joaquim Rodrigues – Hero completou a etapa na 26ª colocação (+ 00h 57’ 30”). Com o resultado ele voltou para a 12ª colocação na acumulada (+ 02h 38’ 58”).

QUADRICICLOS
Nos Quadris o chileno Giovanni Enrico – Yamaha venceu sua 2ª especial em 2021, mas ganhou pouco mais de um minuto sobre o líder da classificação geral, o argentino Manuel Andújar – Yamaha (+ 00h 01’ 12”), 2º colocado na etapa.
O dia foi marcado pelo abandono do francês Alexandre Giroud, devido a quebra do motor de seu Yamaha, no km 106 da especial. Ele ocupava a vice-liderança da categoria.
Após 11 etapas mais de 25 minutos separam o líder dos quadriciclos, Manuel Andújar, do novo vice-líder, Giovanni Enrico.
Para a última etapa, a menos que haja uma reviravolta dramática, como o abandono prematuro do argentino Nicolás Cavigliasso ou de Alexandre Giroud, Andújar parece garantido da vitória geral. O americano Pablo Copetti – Yamaha é o 3º colocado na acumulada (+ 03h 01’ 34”).

UTV / SSV
Os chilenos Francisco Chaleco Lopez e Juan Pablo Vinagre – Can-Am, líderes da categoria, foram os mais rápidos na 11ª etapa. Essa foi a 6ª vitória da dupla neste Dakar. A 2ª colocação ficou com os espanhóis Gerard Farres Guell e Armand Monleon – Can-Am (+ 00h 05’ 21”). O catariano Khalifa Al Attiyah e o italiano Paolo Ceci – Can-Am completaram o pódio do dia (+ 00h 05’ 28”).
Os vice-líderes da categoria, o americano Austin Jones e o brasileiro Gustavo Gugelmin – Can-Am, como na etapa anterior, partiram para o ataque, mas ainda no primeiro terço da especial perderam tempo, concluindo a etapa com o 4º melhor tempo (+ 00h 08’ 11”).
Com este resultado Francisco Chaleco Lopez e Juan Pablo Vinagre ampliaram para mais de 18 minutos sua vantagem na classificação acumulada sobre Austin Jones e Gustavo Gugelmin (+ 00h 18’ 24”).
Os brasileiros Reinaldo Varela e Maykel Justo – Can-Am conquistaram o 5º melhor tempo do dia (+ 00h 11’ 20”). A dupla continua na 5ª colocação na acumulada (+ 01h 36’ 07”).
A dupla dos poloneses Aron Domzala e Maciej Marton – Can-Am ficou com a 6ª colocação na etapa (+ 00h 11’ 35”). Na classificação acumulada continuam na 3ª colocação (+ 00h 54’ 16”).
Os portugueses Lourenço Rosa / Joaquim Dias – Can-Am tiveram problemas no final do trecho cronometrado e completaram a etapa na 29ª colocação (+ 02h 03’ 47”). Com este resultado, na classificação acumulada caíram da 11ª para a 14ª colocação (+ 06h 45’ 44”).
Nos protótipos T3 a vitória da etapa foi conquistada pela dupla do americano Seth Quintero e o alemão Dennis Zenz – OT3. O irlandês Kris Meeke e holandês Wouter Rosegaar – Zephyr conquistaram a 2ª colocação (+ 00h 18’ 02”). A dupla dos franceses Lionel Baud e Loic Minaudier – Zephyr ficou com o 3º melhor tempo (+ 00h 21’ 21”).
Após 11 etapas os checos Josef Machacek e Pavel Vyoral - Buggyra Can-Am mantêm a liderança da categoria, seguidos da dupla da italiana Camelia Liparoti e a alemã Annett Fischer – Yamaha X-Raid (+ 02h 01’ 54”). A terceira posição na acumulada é de Philippe Pinchedez e Vincent Ferri (+ 02h 45’ 10”).
Os portugueses Rui Carneiro e Filipe Serra – Can-Am conquistaram o 12º melhor tempo do dia (+ 01h 02’ 08”). Após a etapa continuam na 8ª colocação (+ 05h 22’ 16”).
Por Klever Kolberg
Foto Divulgação: Frédéric Le Floc'h / DPPI
Angelo Savastano - Savastano Photo Sport