Como está o Mundial de Enduro na Itália

Campeonato chega à Itália, um dos países com a maior tradição mundial na modalidade.

Como está o Mundial de Enduro  na Itália
FOTOS: JANJÃO SANTIAGO



Se existe um País onde a modalidade Enduro é uma atividade esportiva conhecida nacionalmente, é a Itália. 

A tradição se passa de pais aos filhos há várias gerações, o que fortalece o esporte como um todo, seja em quantidade e qualidade dos participantes, além das características técnicas dos terrenos. Some-se à isso uma enormidade de voluntários, que efetivamente transformam o evento em algo grandioso.

Alex Salvini

Estou presente em Édolo, pela primeira vez, e impressionado com tudo o que vi até agora. A começar pela gigantesca simpatia do povo italiano. A grande maioria brinca sobre o meu chapéu, sempre de forma respeitosa, além de alguns, mais ousados (hehe), que fizeram fotos ao meu lado. 

O motivo da minha presença é acompanhar a participação de Bruno Crivilin (#11), do Brasil, bem como dos pilotos portugueses Gonçalo Sobrosa (#35), Rodrigo Luz (#54), Frederico Rocha (#73), Luiz Oliveira (#103), Gonçalo Reis (#517), Bernardo Silva (#520) e Vitor Queiroz (#573). 

Destaque nesta etapa é a inesperada participação de três feras do Hard Enduro: Billy Bolt, Manny Lettenbichler e Taddy Blazusiak. 

Billy Bolt

PRÓLOGO

Tradicionalmente realizado às noites de sexta-feira, rebatizado como Superteste, é realizado em duas voltas, com dois pilotos na pista ao mesmo tempo. Eles percorrem circuitos paralelos, trocando de percurso ao final da primeira volta, o que gerante a equalização da disputa. 

Crivilin estreia este ano na categoria E1. E se saiu muito bem no prólogo, conquistando o terceiro melhor tempo na categoria. Na categoria do Bruno, o vencedor foi o piloto local, Andrea Verona, que corre com uma Gas Gas. 

Na categoria Enduro GP, vitória para Billy Bolt. O piloto de Hard Enduro desintegrou os tempos dos concorrentes. Em segundo ficou Brad Freeman, com Josep Garcia em terceiro. O melhor piloto de Portugal foi Luiz Oliveira, com a quinta colocação na E1, Oliveira já correu algumas temporadas no Brasil. 

DIA 1

No sábado os pilotos realizaram 12 testes especiais, sendo 4 passagens pelo Cross Teste, 4 pelo Enduro Teste e 4 pelo Extreme Teste. A especial de Cross foi realizada em um grande terreno gramado, amplo, com alguns saltos e curvas bem fechadas. 

Já o Enduro Teste poderia chamado de "Down Hill Test", pois os pilotos largavam no topo de uma montanha e praticamente passavam toda a especial acelerando morro abaixo. Sem dúvida é preciso muita habilidade para desviar de tantas árvores, e em geral, os pilotos tiveram sucesso, pois foram poucos os atendimentos médicos necessários. 

Taddy Blazusiak

A especial Extreme foi a mesma onde se realizou na sexta-feira o super prime, uma mistura de super enduro com hard enduro, porém com obstáculos naturais. 

Bruno Crivilin começou rápido e fazendo ótimos tempos. Tal como aconteceu na etapa de Portugal, o piloto não conseguiu manter o mesmo ritmo ao longo das voltas. Ele tem o objetivo de conquistar o pódium quanto antes, e por isso não ficou muito satisfeito com a sexta-colocação. Também na E1, o piloto de Portugal Luis Oliveira ficou com a oitava posição. A vitória ficou com Andrea Verona. 

Na categoria E2, a vitória no primeiro dia ficou com Wil Rupretch, da Austrália. Josep Garcia foi o segundo e Billy Bolt o terceiro. Não há portugueses nesta categoria. 

Vamos para a E3, que também não conta com pilotos de Portugal e teve a vitória de Brad Freeman, da Beta, com Jaume Armengol em segundo e Jammie McCaney em terceiro. 

Josep Garcia

Na categoria Júnior 1, o jovem português Gonçalo Sobrosa representou a bandeira dos maiores descobridores de todos os tempos, e finalizou com a 16ª colocação. Rodrigo Luz ficou também com a 16ª colocação na categoria YOUTH, que conta com mais um português, Frederico Rocha, 18º.

Na Open 2 tempos, Gonçalo Reis mostrou sua velocidade e finalizou o primeiro dia na segunda colocação, atrás apenas de Maxime Warenguien, da Bélgica. Vitor Queirós foi o décimo. Bernardo Vaz sofreu forte queda no final da especial enduro e abandonou a competição.

Confira os resultados completos clicando aqui

Bruno Crivilin

Por Jeca Joia

Fotos Janjão Santiago