Franco Morbidelli vence a terceira na MotoGP

Maverick Viñales foi o 10º, Valentino Rossi o 12º e Fabio Quartararo abandonou após uma queda.

Franco Morbidelli vence a terceira na MotoGP
Fotos: Petronas Yamaha SRT / Yamaha MotoGP






Depois de um desempenho impecável e uma última volta excepcional, Franco Morbidelli, da Petronas Yamaha SRT, conquistou sua terceira vitória em 2020 no Grande Prêmio da Comunidade Valenciana, neste domingo, 15 de novembro, na Espanha. Maverick Viñales finalizou a corrida na 10ª posição e seu compenheiro na equipe Monster Energy Yamaha MotoGP, Valentino Rossi, foi o 12º colocado. Após uma queda na volta 9, o francês Fabio Quartararo abandonou a prova. 

Morbidelli teve um início perfeito e, largando da pole-position, manteve a liderança da prova. O ítalo-brasileiro soube gerenciar a corrida até a última volta, quando soube segurar Jack Miller e obter a sua terceira vitória em 2020. Com o resultado, Morbidelli agora é o vice-líder da competição. Fábio Quartararo, companheiro de equipe na Petronas Yamaha SRT, sofreu uma queda na volta nove e abandonou a prova. Agora o francês ocupa a quinta colocação na classificação da MotoGP.

Os pilotos da Monster Energy Yamaha MotoGP, Maverick Viñales e Valentino Rossi, tiveram uma corrida agitada, lutando por posições no meio do pelotão. Depois de um início difícil, caindo de 6º para 13º, Viñales teve que recuperar terreno em busca de posições. No final, recebeu a bandeira quadriculada na 10ª posição.

Valentino Rossi teve uma forte largada e, saindo da 16ª posição no grid, soube usar a experiência para ganhar algumas posições ainda na primeira volta. O italiano se envolveu em algumas lutas no meio da corrida e finalizou a prova na 12ª colocação.

Com o campeonato decidido, os pilotos da Yamaha vão para a última prova do ano, o GP de Portugal (22/11), tentando obter bons resultados e melhorar a classificação final. Franco Morbidelli é o vice-líder do campeonato, Viñales é o quarto, Quartararo o quinto e Rossi o décimo quinto na classificação. A PETRONAS Yamaha SRT garantiu o título de Equipes Independentes pelo segundo ano consecutivo. A Yamaha está em terceiro na classificação de construtores e a Monster Energy Yamaha MotoGP está na quinta posição na classificação de equipes.
  
Resultados – 13ª Etapa - Grande Prêmio da Comunidade Valenciana
1) Franco Morbidelli 41'22.478
2) Jack Miller  + 0.093
3) Pol Espargaró + 3.006
4) Alex Rins +3.697
5) Brad Binder +4.127
10) Maverick Viñales +19.043
12º) Valentino Rossi +19.717
DNF) Fabio Quartararo NC
 
Classificação do Campeonato após 13 etapas:
1º) Joan Mir / 171 pontos
2º) Franco Morbidelli / 142 pontos
3º) Alex Rins / 138 pontos
4º) Maverick Viñales / 127 pontos
5º) Fabio Quartararo / 125 pontos
15º) Valentino Rossi / 62 pontos
  
Maverick Viñales - "A largada foi difícil, mas tentei me concentrar, pegar o ritmo e melhorar. De alguma forma, nunca tive aquela sensação que tive algumas corridas atrás. Mas fiz o máximo que pude na corrida e agora tudo que podemos fazer como equipe é tentar entender o que podemos melhorar para a rodada final. Na próxima corrida vamos correr em Portimão, que é uma pista de que gosto, e vamos tentar ir rápido. Esperamos ter um pouco mais de aderência para obter um melhor resultado. Eu quero parabenizar a Joan Mir. Ele é um vencedor, merecedor do título deste ano".

Valentino Rossi - "Nesse nível, voltar com força é algo que você deve fazer passo a passo. Eu precisava dessa corrida, porque na semana passada fiz apenas quatro voltas. Tive seis resultados consecutivos de ponto zero por causa de erros, um problema com a moto e Covid-19. Sabemos que aqui é difícil para mim, porque esta é a minha pior pista de toda a minha carreira. Tentamos de tudo. Infelizmente não tivemos muita aderência, mas no final acabamos a corrida. Não fui rápido o suficiente, mas fui consistente até o fim, e também fisicamente me sinto bem. Isso é importante. Agora esperamos poder ir melhor com a moto e os pneus em Portimão na próxima semana. Tentaremos ser mais competitivos. Acho que Mir merece esse campeonato. Ele é maduro para sua idade e não comete erros em momentos cruciais, então parabéns".

Fabio Quartararo - "Infelizmente não pude fazer nada hoje para levar a luta pelo campeonato para a corrida final. Simplesmente não tínhamos ritmo. Eu estava pressionando mais do que podia hoje e foi por isso que cometi alguns erros. P10 poderia ter sido possível hoje, mas eu queria mais do que isso e, em vez disso, cometi esses erros. Conseguimos alguns bons pontos este ano e temos pontos positivos no futuro, mas agora é difícil aceitar que não vencemos este ano. É verdade que poderíamos ter feito melhor, mas é fácil dizer isso agora. Também o Joan Mir tem estado muito forte e muito consistente, por isso ele merece este campeonato e os meus parabéns vão para ele. Espero que possamos terminar esta temporada em boa forma na última corrida de Portimão".

Franco Morbidelli - "Foi a melhor vitória do ano, talvez até a melhor da minha vida! Foi uma corrida complicada: senti que tínhamos um bom potencial durante todo o fim de semana, mas depois optamos pelo pneu dianteiro duro na corrida e tive de mudar ligeiramente o meu estilo de pilotagem. Eu não conseguia me afastar de Jack [Miller] como queria, apesar de tentar tanto, e sabia que ele seria um competidor forte se chegasse perto de mim. Era dar tudo na última volta e foi isso que nós dois fizemos. Tivemos uma luta muito boa e limpa. Sempre gostei de lutar contra Jack porque ele é duro, mas limpo em suas batalhas, e ele estava forte hoje, então parabéns a ele. Estou muito feliz com a vitória de hoje, então agradeço à equipe também. Também quero dar os parabéns a Joan [Mir] por ganhar o título; ele tem sido um competidor muito forte este ano".

 

Crédito: Yamaha Racing Brasil