Husqvarna na quarta etapa do MXGP

Equipe garantiu importantes colocações no mundial de motocross na Holanda

Husqvarna na quarta etapa do MXGP
Fotos: Husqvarna Motorcycles






Jed Beaton da Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing conquistou um segundo lugar geral no impressionante MXGP da Holanda. Jed fez duas corridas fortes e consistentes na classe MX2 para garantir os merecidos resultados 2-3, enquanto o seu companheiro de equipe Kay de Wolf aproveitou o GP, juntando-se a Jed no pódio em terceiro. Na classe MXGP, Arminas Jasikonis somou os primeiros pontos da temporada com um 10º geral e logo atrás, Thomas Kjer Olsen logo em 13º.

A quarta rodada do Campeonato Mundial de Motocross FIM aconteceu em OSS, na Holanda,  um novo circuito para o calendário MXGP que recebeu a primeira corrida da temporada que foi realizada em terreno arenoso. Com toda a ação ocorrendo sob um céu quente e ensolarado, a pista exigiu um dia de corrida bem desafiador para todos os competidores.

Apesar de ter sido eliminado por seus rivais na primeira curva na corrida de abertura da MX2, Jed Beaton completou com segurança a primeira volta em 12º antes de abrir caminho para a frente do pelotão. Usando uma série de linhas criativas para passar pelos pilotos à sua frente, o australiano avançou para a segunda posição a cinco voltas do fim. Continuou a esforçar-se e a usar o seu impressionante ímpeto pela frente, Beaton lutou muito, porém, não conseguiu apanhar o eventual vencedor da corrida, Jago Geerts, mas mesmo assim obteve um merecido segundo lugar.

Desfrutando de uma largada muito melhor na segunda corrida, Jed passou do sétimo para o terceiro na primeira volta, ficando atrás de seu companheiro de equipe Kay de Wolf. O jovem de 23 anos então deu início à perseguição mas, acabou perdendo de vista os pilotos da linha de frente. Gerenciando uma distância confortável sobre os pilotos que estavam atrás dele, Beaton manteve um ritmo forte para reivindicar o terceiro lugar na moto e garantir um impressionante resultado geral de segundo lugar.

Correndo em apenas seu quarto GP de MX2, Kay de Wolf subiu ao pódio geral em terceiro após resultados impressionantes de 5-2. Na primeira corrida, Kay caiu enquanto lutava pelo quinto lugar e rapidamente voltou entre os 10 primeiros. Mantendo seu foco, Kay avançou  para nona e depois para a quinta posição nas últimas três voltas, logo atrás de Rene Hofer.

Na segunda bateria, Kay chegou perto de reivindicar o holeshot e saiu da primeira curva em segundo lugar. O jovem holandês passou então para a liderança ainda no final da primeira volta e começou a trabalhar com o objetivo de aumentar sua vantagem. Frustrante, uma pequena queda o rebaixou para segundo e, apesar de fazer algumas investidas para recuperar a liderança ao longo da corrida, Kay trouxe para casa sua moto FC 250 em uma impressionante posição de vice-campeão.

Na classe MXGP, Arminas Jasikonis teve um progresso notável nas rodadas anteriores da série, conquistando um impressionante 10º lugar geral no MXGP da Holanda. Partidas consistentes em ambas as corridas contribuíram para o lituano registrar um bom resultado por 11-8 em sua moto FC 450, garantindo os primeiros pontos da temporada.

Para o companheiro de equipe de Arminas, Thomas Kjer Olsen, o dinamarquês também entregou resultados consistentes com um 13º lugar na primeira corrida antes de terminar em 12º na segunda corrida.

Competindo na classe EMX250, Maxime Grau reivindicou o 14º lugar na segunda corrida, recompensando o jovem com sete pontos para somar à sua contagem do campeonato. Grau está agora em 12º na classificação da série.

Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing retorna à ação do Campeonato Mundial de Motocross FIM no próximo fim de semana para o MXGP da República Tcheca em 25 de julho.

Jed Beaton: “Foi um grande impulso de confiança hoje, era exatamente o que eu precisava para começar bem minha temporada. Foi um começo difícil e, no fundo, sabia que conseguiria. A areia não é realmente a minha superfície mais forte para correr, mas tenho trabalhado na prática e pude ver isso hoje. A equipe tem sido incrível e é ótimo recompensá-los com um pódio hoje.”

Kay de Wolf: “Foi um dia incrível e subir ao pódio e liderar uma corrida no meu primeiro GP em casa é simplesmente fantástico. Estou muito feliz e orgulhoso de mim mesmo e do que conquistei. Com certeza foi uma pena ter uma pequena queda na segunda corrida, mas é outra experiência de aprendizagem estar na frente e assim que voltei para a minha moto pude rodar livremente sem pressão. Minha equipe tem me apoiado muito e minha moto é incrível. Hoje foi um dia que nunca esquecerei. Incrível."

Arminas Jasikonis: “Estou muito feliz com o dia de hoje e há muitos pontos positivos para tirar daqui. É bom para mim e para a equipe estar de volta. Eles me apoiam e acreditam em mim,  então retribuir com um resultado positivo como esse, é ótimo. Na primeira corrida consegui fazer muitos passes nas primeiras curvas. A partir daqui, o objetivo é continuar a ser consistente e continuar trabalhando sério em busca de melhores resultados.”

Thomas Kjer Olsen: “Hoje não foi exatamente o que eu queria, mas há muitos pontos positivos para se tirar. O principal foi minha velocidade na segunda corrida. Houve um acidente na primeira curva que evitei, mas fui apanhado. Depois disso, minha velocidade foi muito boa e fiz muitos passes, apesar da pista ser um pouco difícil de ultrapassar. Ter velocidade é importante e sinto que tenho isso, só preciso começar o mais próximo da frente como fiz na Rússia e então estarei de volta ao top 10 novamente.”

 

Resultados - 2021 FIM Motocross World Championship, 4ª Rodada
MXGP - Geral
1. Tim Gajser (Honda) 42pts; 
2. Antonio Cairoli (KTM) 38; 
3. Romain Febvre (Kawasaki) 36;
...
10. Arminas Jasikonis (Husqvarna) 23; 
13. Thomas Kjer Olsen (Husqvarna) 17;

MXGP - Corrida 1
1. Jeffrey Herlings (KTM) 36: 28: 182, 17 voltas; 
2. Glenn Coldenhoff (Yamaha) 36: 30: 745; 
3. Tim Gajser (Honda) 36: 33: 741;
… 
11. Arminas Jasikonis (Husqvarna) 37: 31: 584; 
13. Thomas Kjer Olsen (Husqvarna) 37: 36: 352;

MXGP - Corrida 2
1. Antonio Cairoli (KTM) 34: 37: 324, 16 voltas; 
2. Tim Gajser (Honda) 34: 41: 106; 
3. Jorge Prado (KTM) 34: 42: 897; 
8. Arminas Jasikonis (Husqvarna) 35: 20: 245; 
12. Thomas Kjer Olsen (Husqvarna) 35: 47: 141;

MX2 - Geral
1. Jago Geerts (Yamaha) 50; 
2. Jed Beaton (Husqvarna) 42; 
3. Kay de Wolf (Husqvarna) 38;

MX2 - Corrida 1
1. Jago Geerts (Yamaha) 35: 07: 172, 16 voltas; 
2. Jed Beaton (Husqvarna) 35: 13: 451; 
3. Roan Van De Moosdijk (Kawasaki) 35: 17: 684
… 
5. Kay de Wolf (Husqvarna) 35: 32: 042;

MX2 - Corrida 2
1. Jago Geerts (Yamaha) 34: 37: 597, 16 voltas; 
2. Kay de Wolf (Husqvarna) 34: 42: 771; 
3. Jed Beaton (Husqvarna) 34: 51: 870;

Classificação do campeonato - após a quarta rodada
MXGP
1. Tim Gajser (Honda) 166pts; 
2. Jeffery Herlings (KTM) 143; 
3. Antonio Cairoli (KTM) 143
… 
12. Thomas Kjer Olsen (Husqvarna) 62; 
21. Arminas Jasikonis (Husqvarna) 23;

MX2
1. Maxime Renaux (Yamaha) 141pts; 
2. Mattia Guadagnini (KTM) 136pts; 
3. Ruben Fernandez (Honda) 133;
… 
7. Jed Beaton (Husqvarna) 109; 
10. Kay de Wolf (Husqvarna) 87;

Fonte: Husqvarna Motorcycles GmbH