Bianchini na disputa do Rally Jalapão

Equipe abre a temporada do Brasileiro de Rally Cross Country com prova de quatro dias

Bianchini na disputa do Rally Jalapão
Fotos: Bianchini Rally






O Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country começa nesta semana, 16 a 19, com o Rally Jalapão/Sertões Series e a Bianchini Rally estará no grid com quatro motos e sete UTVs para encarar mais de 1.400 km, entre os estados da Bahia e Tocantins. A largada e chegada serão no interior baiano, em Luís Eduardo Magalhães, sendo a maior parte da prova disputada na região de São Félix do Tocantins. Pilotos e navegadores veteranos da equipe e também estreantes na modalidade estão nos preparativos finais para começarem a acelerar, após uma espera de meses, devido ao remanejamento do calendário em função da pandemia da Covid-19.

Nas motos vão representar o time: Luiz Fernando Nutti, o Acoxa, (Kawasaki KLX 450R) na categoria Over 45, que segue para a 5ª participação; Cristiano Pressi (Husqvarna FE450) na Marathon, pelo segundo ano consecutivo, e os estreantes no Rally Jalapão, Rodrigo Sallum (Husqvarna FE450) na E1 e João Paulo Fornazari (Honda CRF 450RX) na E3.

Entre os UTVs (Can-Am Maverick X3) teremos novidades. Com uma longa trajetória nos ralis, o piloto Sylvio de Barros fará sua estreia na categoria, ao lado do navegador Rafael Capoani. Marcos Finato troca as motos pelos UTVs e fará dupla com o cearense Guilherme Holanda. Richard Fliter que também vem das duas rodas, está na terceira temporada na categoria e segue a parceria com André Munhoz. O piloto Gustavo Zanforlin contará com Marcos Panstein na navegação. Já as duplas Pedro Arna e George Araújo Filho e Eduardo Teixeira e Tulio Taniguchi disputarão pela primeira vez a prova, sendo que Teixeira fará sua estreia nos ralis.

“Estamos levando para o Rally Jalapão uma grande estrutura para atender 18 competidores. A equipe está na estrada deste sexta-feira”, afirma Fabrício Bianchini, que desta vez não competirá e estará nos bastidores como chefe da equipe acompanhando tudo de perto. “O time está forte com alguns amigos como Sylvio que retorna à equipe, após 14 anos, e com a chegada de novos integrantes que são muito bem-vindos à Família Bianchini. Todos estão com muito sede para acelerar, nesta prova que tem um alto nível técnico e a diversão será garantida”, completa o piloto.

Luiz Fernando Nutti (Acoxa)/SP: “Participei de quatro edições e já fui vice na Over 45. Amo andar no Jalapão e para mim quanto mais quilometragem melhor. Não tive muito tempo para treinar mas estou preparado”.

Cristhiano Pressi (Sorriso/MT): “Esse ano a expectativa é maior, vamos andar muito mais no Jalapão e será novidade para mim. Em 2020, na minha estreia fiquei em 4º na Production e 10º na geral e trouxe uma boa bagagem para neste ano”.

Rodrigo Sallum (Catanduva/SP): “Esse será o primeiro Rally Jalapão e meu segundo ano no rali. Gostei muito do roteiro, espero que tenha muita dificuldade no percurso para aproveitarmos ao máximo esses quatro dias”.

João Paulo Fornazari (Pederneiras/SP): “Ando de moto há 21 anos, mas entrei para os ralis há um ano, então estou ansioso para esta estreia numa prova com deste nível técnico, por isso, tenho treinado para encarar o Jalapão”.

Marcos Finato (Barueri/SP): “Será minha terceira participação, já fui Campeão em 2015 nas motos (Super Production). Quero me divertir nessa estreia nos UTVs, andar seguramente para completar a prova, evoluir minha pilotagem e o Guilherme vai me ajudar com sua experiencia”.

Gustavo Zanforlin (Barueri/SP): “Vencer o Sertões 2020 (UT3) no ano de estreia no rali foi uma experiência incrível para essa temporada. Vou estrear um novo UTV e bastante ansioso para conhecer a região de São Félix, pois em 2020 o Rally Jalapão não passou por lá”.

Pedro Arna (Barueri/SP): “Estou há um ano nos ralis e farei dupla, a partir de agora, com o George. Será meu primeiro Rally Jalapão e a expectativa é me divertir e fazer uma prova tranquila para completar as quatro etapas”.

 

Programação do 7º Rally Jalapão/Sertões Series:

1ª Etapa: Quarta-feira, 16/06 – LEM (BA) / São Félix (TO)
DI – 256,60 km/ TE – 212,30 km/DF – 0,00 km
TOTAL – 468,90 km

5h00 – Largada – Motos, Quadris e UTVs – Parque de Apoio
8h00 – Largada Carros – Parque de Apoio
20h00 – Briefing CBM e CBA – Centro de Eventos de São Félix

2ª Etapa: Quinta-feira, 17/06 – São Félix (TO) / São Félix (TO)
DI – 0,00 km/ TE – 186,53 km/ DF – 0,00 km
TOTAL – 186,53 km

8h00 – Largada – Motos, Quadris e UTVs – Parque de Apoio
11h00 – Largada Carros – Parque de Apoio
20h00 – Briefing CBM e CBA – Centro de Eventos de São Félix

3ª Etapa: Sexta-feira, 18/06 – São Félix (TO) / São Félix (TO)
DI – 0,00 km/TE – 298,50 km/ DF – 0,00 km
TOTAL – 298,50 km

7h00 – Largada – Motos, Quadris e UTVs – Parque de Apoio
10h00 – Largada Carros – Parque de Apoio
20h00 – Briefing CBM e CBA – Centro de Eventos de São Félix

4ª Etapa: Sábado, 19/06- São Félix (TO) / LEM (BA)
DI – 0,00 km/ TE – 212,44/ DF – 256,86 km
TOTAL – 469,93 km

6h00 – Largada – Motos, Quadris e UTVs – Parque de Apoio
9h00 – Largada – Carros – Parque de Apoio
15h00 – Premiação
Local – Vila Panambi, próximo de Mateiros/TO

TOTAL GERAL ROTEIRO – 1.423,23 km
*Informações sujeita a alteração

 

Crédito: Mércia Suzuki - Assessoria Imprensa