Watson vence etapa do WESS em casa

Watson vence etapa do WESS em casa






Nathan Watson, da Red Bull KTM Factory Racing, venceu a sexta rodada do World Enduro Super Series de 2019. Jonny Walker ficou em terceiro, com Taddy Blazusiak e Josep Garcia em quarto e quinto, respectivamente. O líder do campeonato WESS, apoiado pela KTM, Manuel Lettenbichler, aumentou sua vantagem no topo da classificação geral provisória ao terminar como vice-campeão. Como visto, foram 5 KTM´s nos 5 primeiros lugares.
 
A sexta parada da World Enduro Super Series de 2019 viu os concorrentes irem para a Inglaterra e para o histórico circuito Hawkstone Park em Shropshire. O evento de dois dias incluiu uma corrida de enduro de qualificação no sábado, que decidiu as posições iniciais para o cansativo domingo de duas horas e meia de cross-country.

Vice-campeão no evento de 2018, Nathan Watson entrou na sexta rodada do WESS com um objetivo - terminar pela primeira vez no topo do pódio. O sprint enduro correu bem para o jovem britânico que seguiu Josep Garcia por pouco menos de 10 segundos nos testes combinados de enduro antes de assumir a liderança nos quatro testes de motocross para vencer em geral por quase nove segundos.

Como o mau tempo previsto para o domingo se mantinha afastado, a pista permaneceu razoavelmente seca. O sprint enduro do dia anterior, combinado com uma corrida de jovens pela manhã, deixou o percurso de cross-country difícil e fisicamente exigente. Largando na pole position, Watson teve um começo estável, com segurança entre os cinco primeiros, após as primeiras voltas.

Completamente em casa na pista arenosa e técnica, ele logo colocou sua KTM 450 EXC-F na liderança sem olhar para trás. Controlando a corrida pela frente, Nathan cruzou a linha de chegada após 14 voltas difíceis, quase três minutos à frente do segundo colocado, Lettenbichler.

"Estou muito feliz por vencer hoje. Senti muita pressão neste fim de semana porque parece que todo mundo esperava que eu vencesse. Obviamente, eu fiquei em segundo lugar aqui no ano passado, então fiquei muito motivado neste fim de semana. Ontem ganhei o enduro do sprint, o que me deu um pouco de confiança, mas tive um péssimo começo hoje. Fiz algumas ultrapassagens agressivas logo no início e consegui sair na frente. A partir de então, me senti muito à vontade, para ser honesto. A moto era ótima e eu era capaz de andar rápido e suave e controlar a corrida pela frente.” Nathan Watson

Jonny Walker procurou impressionar seus fãs locais desta vez e com um excelente terceiro lugar, ele não decepcionou. Depois de se classificar em quinto, Jonny teve uma excelente corrida de cross-country, contornando a primeira curva em segundo lugar antes de passar à liderança na primeira volta. Walker manteve um ritmo sólido no terreno exigente para finalmente ficar em terceiro lugar. Feliz com seu desempenho no pódio, que o eleva para o quarto lugar na classificação provisória do WESS, Jonny agora espera a rodada sete.

"É ótimo conseguir um pódio na minha corrida em casa. Também liderei a corrida um pouco, o que foi bom. Eu sabia que os caras seriam rápidos, então sempre seria difícil estar lá em cima. Comecei realmente bem e comecei a perseguir o líder, ele sofreu um acidente que me colocou na frente e, a partir de então, apenas tentei entrar em um bom ritmo, em vez de forçar muito cedo, porque sabia que iria ser uma corrida muito difícil. Estou ansioso por Solsona agora, temos uma pausa de duas semanas para descansar um pouco e espero voltar forte na Espanha e desafiar o pódio novamente.” Jonny Walker

Taddy Blazusiak desfrutou de um ritmo forte no desafiante circuito de Hawkstone. Após um início forte, a fera da Polônia se manteve com segurança entre os cinco primeiros. Mantendo o ritmo, Blazusiak conseguiu pegar e ultrapassar o quarto colocado e desafiar o companheiro de equipe Walker pela terceira. Infelizmente, mãos com bolhas severas acabaram com a força de Taddy e o múltiplo campeão mundial do SuperEnduro teve que se contentar com o quarto lugar.

“Gostei muito da corrida hoje. Estou um pouco decepcionado por não ter terminado no pódio novamente, mas a corrida foi boa. Eu tentei resolver as coisas desde o início e minha velocidade era boa. Mani passou por mim, mas então eu pude ver que eu estava aproximando Jonny pela terceira. Cheguei em cerca de 10 segundos, mas cometi um erro e perdi tudo o que havia ganho. No final, ainda me sentia forte o suficiente para empurrar novamente, mas depois de uma volta, realmente comecei a sofrer com as bolhas na mão e decidi me contentar com a quarta. A próxima rodada na Espanha é como uma segunda corrida em casa para mim, então vou tentar curar minha mão nas próximas duas semanas, depois ir para Solsona e dar tudo o que tenho.” Taddy Blazusiak

Vencedor do evento de 2018, Josep Garcia tinha grandes esperanças de repetir seu sucesso no evento deste ano. Mas uma lesão na mão, sofrida nos treinos anteriores ao final de semana, o dúvida deixou sem a velocidade e a confiança necessárias. Sofrendo um péssimo começo no cross-country, Josep teve que acompanhar os outros pilotos e, como tal, cometeu alguns pequenos erros que diminuíram o ritmo. O ex-campeão mundial conseguiu voltar ao quinto lugar, onde permaneceu até o final.

"Foi uma corrida muito difícil para mim hoje. Eu sabia que seria difícil chegar tão perto depois de machucar minha mão, mas ontem correu muito bem e me senti confiante. Infelizmente, tive problemas no início e parti logo atrás. Não foi tão ruim, mas eu sabia que teria que me esforçar muito para chegar à frente. Cometi alguns erros e acabei caindo algumas vezes, o que derrubou minha confiança. Cada vez que me sentia confortável em empurrar novamente, acabava cometendo outro erro. Não estou muito feliz com o quinto, mas estou ansioso pela próxima rodada." Josep Garcia

Com o resultado final, Manuel Lettenbichler aumentou sua liderança no topo da classificação provisória da World Enduro Super Series e agora desfruta de uma vantagem de 500 pontos com duas rodadas restantes para correr.

Alfredo Gomez e Graham Jarvis não tiveram seus melhores dias na competição mas terminaram entre os 10 primeiros, ganhando pontos valiosos no WESS Championship.

Alfredo se classificou em 13º teste do sábado. Definitivamente o formato de cross-country desta sexta etapa não estava a favor de Gomez e de Graham Jarvis. De toda forma, mesmo aos 44 anos de idade, Jarvis mostrou velocidade e resistência impressionantes no duro circuito arenoso de Hawkstone. Terminou em nono lugar e continua em segundo na classificação geral do WESS 2019.

Billy Bolt não conseguiu competir na sexta rodada, devido à recuperação de uma cirurgia recente na perna. O jovem britânico espera voltar à ação na rodada final da série - GetzenRodeo - na Alemanha em novembro.

Top 5 / 2019 Hawkstone Park Cross-Country

1. Nathan Watson (GBR), KTM, 2: 30: 41.111 14 voltas
2. Manuel Lettenbichler (GER), KTM, 2: 33: 19.480 +2: 38.369
3. Jonny Walker (GBR), KTM, 2: 35: 51.529 +5: 10.418
4. Taddy Blazusiak (POL), KTM, 2: 36: 36.306 +5: 55.195
5. Josep Garcia (ESP), KTM, 2: 39: 09.380 +8: 28.269

Top 5 / Mundial do WESS 2019 (após 6 de 8 rodadas)

1. Manuel Lettenbichler (GER), KTM, 4420 pontos
2. Graham Jarvis (GBR), Husqvarna, 3920 pts
3. Alfredo Gomez (ESP), Husqvarna, 3654 pts
4. Jonny Walker (GBR), KTM, 3470 pts
5. Taddy Blazusiak (POL), KTM, 3280 pts