Nova XRE 300, aventureira e moderna

A nova XRE 300 ABS está de cara nova e trouxemos nossas impressões para você.

Nova XRE 300, aventureira e moderna
Fotos: Rodrigo Wood
Nova XRE 300, aventureira e moderna
Nova XRE 300, aventureira e moderna
Nova XRE 300, aventureira e moderna
Nova XRE 300, aventureira e moderna
Nova XRE 300, aventureira e moderna
Nova XRE 300, aventureira e moderna

Vendida somente em uma versão, a ABS, o modelo 2019 da motocicleta da Honda traz uma série de novidades, começando pelo visual que já é possível reparar as novas carenagens que marcam a mudança. O para-lama dianteiro alongado, que dividia opiniões, deu lugar a algo mais discreto e bonito, o que na minha opinião deixou a XRE 300 mais imponente e harmônica. Na traseira, alças laterais, mais altas e largas também destacam a atualização feita.

Outro grande destaque se dá por conta do conjunto de iluminação Full LED: lanterna traseira, piscas e o grupo ótico dianteiro agora são compostos pela nova tecnologia que poupa peso, consumo de energia e garante melhor eficiência e durabilidade. Além de novos retrovisores o painel é um ponto que merece destaque, agora com sistema “black-out” e computador de bordo que traz dados sobre consumo médio e instantâneo.

Assim como nos modelos anteriores a posição de pilotagem é confortável e ereta, a combinação do posicionamento do largo guidão, do banco de dois níveis e das pedaleiras trazem ao condutor uma sensação de domínio na pilotagem, ponto positivo para quem busca uma motocicleta para uso misto entre cidade e viagens.

Em quase 500 quilômetros rodados, mesclando entre rodovias com grandes retas, estradas sinuosas, cidade e off-road, a XRE 300 2019 não decepcionou em nenhum aspecto. Seu motor é um monocilíndrico DOHC de exatos 291,6cm³ com ejeção eletrônica e tecnologia FlexOne que permite a utilização de etanol e gasolina. Abastecido apenas com etanol a potência máxima alcança um pico de 25,6 cv (25,4 cv com gasolina) a 7.500 rpm. O torque máximo com o combustível de origem vegetal é de 2,80 kgf.m (2,76 kgf.m com gasolina) a 6.000 rpm.

Ligeiramente mais leve (5,4 kg menor), agora com 148 kg (peso seco), ela é extremamente eficaz em meio ao trânsito. As suspensões de longo curso – telescópica na dianteira e monoamortecida vinculada ao sistema Pro-Link atrás (com regulagem da pré-carga da mola) e aros de alumínio (medida 21 polegadas à frente e 18 atrás) garantem resistência superior e melhor absorção de imperfeições do piso. A motocicleta é dotada de frenagem ABS de duplo canal (dianteira e traseira independente).

Em linha reta consegui manter uma velocidade de cruzeiro em 110 km/h, sem precisar trabalhar com o motor em altas rotações, o que favorece o consumo, durabilidade e principalmente o conforto. Apesar de não ter uma bolha, o vento não incomodou e sua posição de pilotagem ajudou no prazer de conduzir. Na estrada sinuosa consegui sentir melhor a ciclística da moto, a suspensão com seu curso dianteiro de 245mm e o traseiro de 225mm se mostraram “firmes”, sem afundar muito nas fortes frenagens, bem precisas por sinal, com a ajuda do sistema ABS.

Com uma altura do assento de 860mm ela é alta, só por comparação, sua irmã maior NC 750x possui 832mm. Eu que tenho 1,70m de altura me senti muito bem encaixado na motocicleta e seguro para realizar manobras. No Off-Road rodei por pisos bem acidentados e areia e assim como no asfalto, a suspensão me surpreendeu absorvendo bem e favorecendo a tocada.

Seu consumo variou entre 25 e 28 quilometros por litro, o que pode trazer uma autonomia de até 350km com seu tanque de 13,8 litros. Se você preza por agilidade, conforto e uso no Off-Road com certeza a Nova XRE 300 ABS é uma forte opção a se considerar, além de ter ficado simplesmente linda.

 

É oferecida nas novas cores Vermelho (Rally); Verde Fosco (Adventure); Azul Escuro Perolizado e Prata Metálico, com preço público sugerido de R$ 18.971,00 (Rally e Adventure) e por R$ 18.473,00, para as cores Azul e Prata.