Contagem regressiva para o Rally dos Sertões

Pilotos da equipe Honda Racing falam dos preparativos finais e expectativas.

Contagem regressiva para o Rally dos Sertões






A equipe Honda Racing está em contagem regressiva para o Sertões 2019. Uma das maiores provas off-road do mundo realiza a 27ª edição de 24 de agosto a 1º de setembro, com largada inédita em Campo Grande (MS) e chegada em Aquiraz (CE). O rali terá oito dias de desafios e roteiro de 4.887 quilômetros, sendo 2.858 de especiais (trechos cronometrados), com passagem por seis estados: Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Piauí e Ceará. Ao todos estão inscritos 187 veículos, divididos em 66 motos, 60 carros, 55 UTVs e seis quadriciclos.

Maior campeão da categoria motos no Sertões, Jean Azevedo, 45 anos e mais de 30 de carreira, tem sete títulos conquistados na competição (1995, 2000, 2002, 2004, 2005, 2015, 2017). Se faturar o oitavo, ele pode se tornar o maior vencedor da história da prova. "Os preparativos finais foram bem intensos. Este último mês foi de muito treinamento físico e com a moto. Tivemos um treino final com a equipe na Serra da Canastra, em Minas Gerais, muito importante para encarar o desafio deste ano que promete ser bem duro", conta o paulista de São José dos Campos. "Vai ter muita navegação, etapas longas, o que exigirá muito dos equipamentos e pilotos. A nossa moto, a Honda CRF 450RX, está bem acertada. É o segundo ano dela na competição, está pronta para faturar mais um título", completa. 

 

 

Para conquistar esse feito será necessário superar um forte adversário, o companheiro de equipe e atual campeão do Sertões nas motos, Tunico Maciel. Aos 25 anos, o mineiro de Lavras fez uma preparação de alto nível para buscar o bicampeonato. “Foi um dos treinamentos mais intensos de toda a minha carreira. Nos últimos meses, andei muito de moto, bicicleta, fiz academia e natação. O mais difícil está sendo controlar a ansiedade e esperar a prova começar. Estou apto para carregar o número um na moto. Sei que tem muitos candidatos ao título, mas eu estou preparado para ser mais uma vez campeão”, declara.

Quem também já ganhou uma edição do Sertões e quer subir novamente no lugar mais alto do pódio é Gregorio Caselani, campeão em 2016. “Quero vencer o prólogo – disputa que define a ordem de largada do primeiro dia -, largar na frente, abrir um pouquinho de vantagem até o final. Aí é só correr para o abraço”, almeja o gaúcho de 32 anos. “Treinei bastante e estou bem confiante. Sei que a parte da areia não é muito o meu forte, mas quando pegar estrada de pedras, vou acelerar mais que os carros”, brinca Caselani.

Tetracampeão do Sertões na categoria Rally Brasil, Bissinho Zavatti, 33 anos, tem o objetivo de disputar as competições com uma motocicleta Honda de fabricação nacional há cinco temporadas. De 2015 a 2018, a companheira foi a CRF 230F, sendo que, em 2017, conquistou a surpreendente quarta colocação na classificação geral das motos, diante de vários modelos importados. Neste ano, o paulista de Monte Alto vai acelerar a CRF 250F. “Será uma edição muito dura, com quilometragem bem alta, porém um estilo de prova que gosto muito. Irei buscar os melhores resultados a cada dia. Como faço todos os anos, intensifiquei os treinos nessa reta final, já que o Sertões sempre exige demais. Vai ser a estreia da CRF 250F na competição, uma moto que vem dia a dia me surpreendendo e deixando feliz com os resultados”, destaca Zavatti.


Confira a programação e o roteiro completo do Sertões 2019*:

21/8 - Quarta-feira - Campo Grande
10h - Abertura da área de box
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro

22/8 - Quinta-feira - Campo Grande (MS)
10h às 18h - Secretaria de prova e vistoria administrativa
13h às 18h - Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro

23/8 - Sexta-feira - Campo Grande (MS)
9h - Abertura da Vila Sertões ao público
10h às 14h - Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro

12h - Coletiva de imprensa
Local: Novotel - Av. Mato Grosso, 5.555 - Carandá Bosque

13h - Carreata oficial
16h às 17h - Briefing motos, quadriciclos e UTVs
19h às 20h - Briefing equipes de apoio
Local: Feira Central de Campo Grande - Rua 14 de julho, 3.351 - Centro

24/8 - Sábado - Campo Grande (MS)
7h - Abertura da Arena Sertões - Local: Praça do Papa - Av. Alfredo Scaff, s/n
8h às 12h - Prólogo (tomada de tempo)
18h às 18h30 - Show de motocross freestyle com Fred Kyrillos, piloto Honda 
18h30 às 20h30 - Super Prime - oito mais rápidos em formato mata-mata
20h30às 21h - Cerimônia de abertura
21h às 22h30 - Show de encerramento

25/8 - Domingo
1ª etapa - Campo Grande (MS) a Costa Rica (MS)
Deslocamento inicial - 20 km
Especial (Cronometrado) - 437 km
Deslocamento final - 30 km
Total do dia - 487 km

A primeira especial, considerada bem completa, terá piso que os competidores conseguirão desenvolver velocidade média alta. A prova começará seguindo um trilho de trem, trecho bem estreito, que exigirá atenção para não escorregar. Será um dia com nível técnico razoável, piso mais arenoso, mas bom para acelerar.

26/8 - Segunda-feira
2ª etapa - Costa Rica (MS) a Barra do Garças (MT)
Deslocamento inicial - 90 km
Especial (Cronometrado) - 533 km
Deslocamento final - 21 km
Total do dia - 644 km

No segundo dia, a caravana do Sertões entra no estado do Mato Grosso, com uma especial bastante longa, com trechos de serra, areia, cascalho, travessia de rios e retas, nas quais será possível alcançar uma velocidade de 180 km/h. Lombas de curva de nível caracterizarão bem os 200 primeiros quilômetros da etapa. Daí para frente o ritmo de prova mudará e terá zonas de radar nas áreas de pontes.

27/8 - Terça-feira
3ª etapa - Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)
Deslocamento inicial - 111 km
Especial (Cronometrado) - 403 km
Deslocamento final - 250 km
Total do dia - 764 km

A especial começará rápida e terá como marca principal as depressões de poças secas (DEPS), obstáculos durante a pilotagem. O trajeto, que tem como destino final o Estado de Goiás, incluirá algumas pontes, com vão central, que exigirão cuidados nas passagens e atenção na navegação. Grandes retas também estarão no caminho nesse terceiro dia de competição.

28/8 - Quarta-feira
4ª etapa - São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial - 69 km|
Especial (Cronometrado) - 275 km
Deslocamento final - 226 km
Total do dia - 570 km

O quarto dia entrará no Tocantins e será de preparação para a etapa Maratona, na qual os competidores não poderão ter ajuda da equipe na manutenção dos veículos. Será uma especial do início ao fim bem prazerosa, com cascalho, piçarras, gostosa de acelerar e bem técnica. O percurso incluirá estradas de fazendas, algumas mais estreitas, mas sem grandes dificuldades.

29/8 - Quinta-feira
5ª etapa - Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) - Maratona
Deslocamento inicial - 142 km
Especial (Cronometrado) - 330 km
Deslocamento final - 3 km
Total do dia - 475 km

A primeira parte da etapa Maratona será com um visual bem bonito do Jalapão, região marcante na história do Sertões. Porém, o desafio estará no piso de muita "quebradeira", com erosões e pedras, mais abrasivo do que nos dias anteriores. Haverá passagens em rios, grandes retas com areia pesada e terra batida. A atenção deverá estar na mudança de cores no piso e também na hidratação.

30/8 - Sexta-feira
6ª etapa - São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial - 0 km
Especial (Cronometrado) - 535 km
Deslocamento final - 2 km
Total do dia - 537 km

O dia da última parte da etapa Maratona ficará marcado pela maior especial da história do Sertões, em 27 anos. Será o trecho mais importante da edição, com muita areia, grandes retas, poucas sombras, descidas de serras, bem árido, com todos os tipos de pisos. Destaque para a paisagem durante a passagem pelos cânions de Bom Jesus, no Piauí.

31/8 - Sábado
7ª etapa - Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial - 2 km
Especial (Cronometrado) - 325 km
Deslocamento final - 628 km
Total do dia - 955 km

Depois de seis dias muito intensos nas especiais, o Sertões 2019 começará a diminuir forte o ritmo nos trechos cronometrados. Porém, será a etapa mais longa da edição em quilometragem, com um deslocamento final de 617 km - um desafio extra para todos os pilotos, que terão que controlar o sono e o cansaço antes da chegada no penúltimo destino, em Crateús (CE).

1/9 - Domingo
8ª etapa - Crateús (CE) - Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial - 428 km
Especial (Cronometrado) - 18 km
Deslocamento final - 6 km
Total do dia - 452 km

O dia iniciará com um deslocamento direto para a especial de 30 km nas dunas de Aquiraz (CE). Será um circuito de 10 km, com três voltas nas areias, uma dinâmica bem diferente das demais especiais. A largada será em linha e a chegada, no Beach Park, famoso parque aquático da região.

Total de especiais - 2.858 km
Total da prova - 4.887 km